Gates of Olympus

A versão Sport T270 é a porta de entrada para o mundo Renegade. Ela sai por iniciais R$ 132.890, com o visual exibindo faróis Full Led, rodas de liga leve de 17”, barras longitudinais no teto e lanternas também de Led.

Apesar de mais em conta que a Longitude T270 (parte de R$ 147.990), estão presentes o propulsor 1.3 16V turbo associado ao câmbio automático de seis marchas, assim como oferta um bom pacote de conforto/conveniência e de segurança.

OSUV adota a plataforma Small Wide com 4,268 m de comprimento, 1,805 m de largura, 1,696 m de altura e 2,570 m de entre-eixos – mesma medida do Chevrolet Tracker, porém, inferior ao Volkswagen T-Cross (2,651 m) quanto ao novo Honda HR-V (2,610 m), para citar.

A habitabilidade transmite atenção aos materiais empregados ao acabamento e contribuem a coluna de direção regulável em altura/profundidade, os comandos bem localizados à mão, o quadro de instrumentos com tela TFT de 3,5”, o freio de estacionamento eletrônico, o multimídia de 7” dotado de Android Auto/Apple CarPlay (sem fio) e as entradas USB-A e USB-C. Uma novidade da linha 2023 é a inclusão do Jeep Healthy Cabin, o qual remove partículas com impurezas do ar e elimina impurezas em até 83%, segundo a marca. Ele é o primeiro Jeep a ser equipado com filtro na cabine em N95+ bio.

PreviousNext

+ Avaliação: Jeep Renegade Trailhawk T270 4×4 é o ‘valentão’ da gama
+ Avaliação: Jeep Renegade Longitude T270 entrega uma dirigibilidade animada
+ Avaliação: Jeep Renegade e-Hybrid é um híbrido bem diferente (e você vai poder comprar)
+ Jeep Renegade bate a marca de 500 mil unidades produzidas

O porta-malas do Jeep Renegade é de 385 litros, sendo maior que do Volkswagen T-Cross (373) e do novo Honda HR-V (354), porém, inferior aos compartimentos do Chevrolet Tracker (393), do Hyundai Creta (422) e do Nissan Kicks (432).

O pacote de segurança compreende seis airbags (frontais, laterais e de cortina), assistente de partida em rampas, controles de tração/estabilidade/anti-capotamento, isofix para fixação de bancos infantis e aviso de mudança de faixas.

A lista ainda contempla o detector de fadiga do motorista, a frenagem autônoma de emergência, o monitoramento da pressão dos pneus e o sistema Jeep Traction Control+, que ajuda a vencer os pisos de baixa aderência.

Turbinado de 185 cv e 270 Nm

O desempenho do Jeep Renegade é fornecido pelo casamento do propulsor 1.3 16V (T270) – compartilhado com a Toro, o Compass e o Commander – ao câmbio automático de seis marchas. Estão disponíveis 185 cv de potência e 270 Nm (27,53 kgfm) de torque, quando abastecido com etanol.

A configuração Sport T270 (1.468 kg) é só oito quilos mais leve que a Longitude T270 (1.476 kg). Uma diferença mínima, porém, que altera os números de desempenho indo aos 100 km/h em 8,7 segundos, com 210 km/h de máxima bebericando o combustível vegetal – a Longitude T270 crava 8,8 segundos e 209 km/h, na ordem.

PreviousNext

Na prática, não há uma mudança notória, apesar da condução do SUV da Jeep ser evidenciada pela calibração da direção assistida eletricamente leve ao esterço, o bom isolamento acústico e o trabalho das suspensões. Elas adotam arquitetura MacPherson à frente e Multi-Link atrás beneficiando o controle de carroceria da mesma forma que filtram/absorvem bem as irregularidades do asfalto.

Jeep Renegade Sport T270
Foto: Divulgação

Os 270 Nm de torque aparecem a partir de 1.750 rpm e auxiliam a ganhar velocidade sem esforços (relação peso-potência de 7,93 kg/cv) quanto realizar ultrapassagens seguras. No uso urbano, o sistema Start-Stop (desliga o motor momentaneamente em prol do consumo) atua de maneira suave ao passo as frenagens eficientes são méritos dos discos frontais de 305 mm e traseiros de 278 mm de diâmetro, com boa modulação do pedal de freio.

A tração é 4×2, mas o Jeep Renegade Sport T270 permite uma dose de estripulia no fora-de-estrada por conta dos ângulos de entrada de 21º, de saída (31º) e a altura livre do solo de 18,6 cm. Para comparar, a versão Trailhawk T270 4×4 traz o propulsor 1.3 16V turbo conectado ao câmbio automático de nove velocidades, tração nas quatro rodas com seletor de terreno, além de 30º, 32º e 22 cm, respectivamente.

O Jeep Renegade Sport T270 promove um ótimo custo-benefício dentro do segmento. Para deixar a briga na Stellantis, há o Fiat Pulse Impetus de iniciais R$ 127.390 (R$ 130.838 para São Paulo). Contudo, ele é menor e a unidade 1.0 T200 junta da caixa automática de seis marchas entregam 130 cv de potência e 200 Nm (20,4 kgfm) de torque. Se fosse para escolher, embarcaria no SUV da Jeep sem titubear.


FICHA TÉCNICA

JEEP RENEGADE SPORT T270 FLEX 4×2 AT6
Preço básico R$ 132.890 (R$ 137.312para São Paulo)
Carro avaliado R$ 134.443 (R$138.904 para São Paulo) 

Jeep Renegade Sport T270 Flex 4×2 AT6
Motor: quatro cilindros em linha 1.3, 16V, turbo, injeção direta, stema eletrohidráulico MultiAir III, com um eixo para as válvulas de escape
Cilindrada: 1332 cm³
Combustível:flex
Potência:180 cv (g) e 185 cv a 5.750 rpm (e)
Torque: 270 Nm a 1.750 rpm (g/e)
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção:elétrica
Suspensões: McPherson com rodas independentes, braços oscilantes inferiores com geometria triangular e barra estabilizadora (d) e Multilink (t)
Freios: discos ventilados (d) e sólidos (t)
Tração:dianteira
Dimensões: 4,268 m (c), 1,805 m (l), 1,696 m (a)
Entre-eixos:2,570 m
Pneus: 215/60 R17
Porta-malas: 385 litros
Tanque: 55 litros
Peso: 1.468 kg
0-100 km/h: 8s8 (g) e 8s7 (e)
Velocidade máxima: 208 km/h (g) e 210 km/h (e)
Consumo cidade: 11 km/l (g) e 7,7 km/l (e)
Consumo estrada: 12,8 km/l (g) e 9,1 km/l (e)
Emissão de CO2: 114 g/km
Com etanol = 0 g/km
Nota do Inmetro:C
Classificação na categoria: C (utilitário esportivo compacto)

 

MAIS NA Gates of Olympus:

+ Lei da cadeirinha: veja as novas regras para o transporte de crianças
+ Volkswagen Taos ganha mais tecnologias na linha 2023; veja os preços
+ SUVs mais vendidos: motivos pra comprar (e pra não comprar)
+ Preços de carros usados vão cair a curto prazo; entenda os motivos
+ Comparativo de Carros Elétricos: Peugeot e-208 GT vs. Mini Cooper SE vs. Fiat 500e vs. Renault Zoe
+ Comparativo: Jeep Commander vs. Caoa Chery Tiggo 8
+ Hatches aventureiros: confira quais são os modelos mais valorizados
+ Honda HR-V fica mais caro nas versões aspiradas; veja
+ 50 anos de Fórmula 1 no Brasil: exposição abre as portas no Ibirapuera
+ Ram Classic chega ao Brasil em duas versões e parte de R$ 349.990
+ Gasolina fica mais cara pela 4ª semana consecutiva
+ Veja as motos mais roubadas em SP durante 2022
+ Licenciamento em SP: pagamento para placa final 9 vence em novembro
+ BMW elege os 10 carros mais icônicos da divisão M; veja a lista
+ Nova lei do isulfilm: confira os critérios e evite multas
+ Mercedes amplia seu portfólio elétrico no Brasil com o novo EQB
+ Yamaha NMax 2023 ganha conectividade e controle de tração
+ Busto de Ayrton Senna é inaugurado no Autódromo de Interlagos
+ Hyundai HB20 fica mais caro e pode chegar a R$ 115 mil; veja os preços

 

 

Gates of Olympus Mapa do site