Slots 777

Audi, BMW, Mercedes-Benz, Porsche e Volkswagen há tempos ofertam SUV-cupês em seus catálogos. Agora, nascido do conceito homônimo exibido no Salão de São Paulo de 2018, o Fastback estreia no topo da gama Fiat.

A novidade é oferecida nas configurações Audace Turbo 200 (R$ 129.990), Impetus Turbo 200 (R$ 139.990) e Limited Edition Powered by Abarth Turbo 270 (R$ 149.990) – que é avaliada aqui.

Do conceito de de SUV-cupê inaugurado pelo Ssangyong Actyon ainda em 2005 (leia mais aqui), o exterior exibe o típico caimento suave do teto em direção à traseira.

A esportividade aparece também no para-choque frontal com grandes entradas de ar funcionais, para ajudar na refrigeração dos freios, nos faróis/lanternas de LED e nas rodas aro 17” (Audace Turbo 200) ou 18” (nas versões Impetus Turbo 200 e Limited Edition by Abarth).Fiat Fastback

O Fiat Fastback adota a mesma plataforma MLA (sigla em inglês para “arquitetura modular”) do Pulse, que na verdade se trata de uma derivação da usada no Argo. E, pasmem, a novidade é longos 32,8 cm maior que ele no comprimento e 2,3 cm maior que o Jeep Compass, de para-choque a para-choque.

Grande por fora, pequeno por dentro

O acesso ao habitáculo é facilitado pelo bom ângulo de abertura das portas – as dianteiras compartilhadas com o Pulse – e, na cabine, vemos bons arremates e materiais de acabamento. A posição de dirigir elevada agrada, enquanto o desenho do vidro não atrapalha a visibilidade traseira.

Apesar da qualidade construtiva adequada, um pênalti aparece na distância entre-eixos de 2,533 m (contra 2,532 m no Pulse), o que é muito pouco para um carro tão grande por fora (é o preço de usar uma base de compacto “bombada” sem mexer no entre-eixos).

Assim, o espaço para as pernas e joelhos no banco traseiro é apenas suficiente. Pelo menos o encosto ali é mais inclinado que no irmão menor e há saídas de ar dedicadas e tomadas USB. Ao todo, são 15 porta-objetos pela cabine, totalizando 28 litros.

Nas listas de equipamentos Fiat Fastback, desde a versão de entrada Audace Turbo 200 há airbags frontais e laterais de tórax e cabeça, freio de mão elétrico com auto-hold, ar-condicionado automático digital e carregador de smartphone por indução. Este tem saída de ar para evitar o superaquecimento do aparelho (algo que falta em muitos modelos).

A central multimídia com Android Auto e Apple CarPlay sem fio tem tela de 8,4” no Pulse Audace Turbo 200 e 10,1” nos demais – que também vêm equipados com um quadro de instrumentos 100% digital com tela de 7”.Fiat Fastback

Se falta espaço na cabine, pelo menos o porta-malas é bastante grande: são 516 litros de capacidade segundo o método VDA, bem mais do que o cabe no Pulse (370) e no Compass (476).

Vale notar que essas medidas dos “irmãos” são com líquido, e não usando o método mais tradicional de blocos (por este método, o Fastback chega a 600 litros).

Por fim, como nos Jeep, há easter eggs nos vidros, lateral do painel e na região dos braços dos limpadores de para-brisas, por exemplo.

Como é o desempenho?

Sob o capô, o Fiat Fastback pode vir com o motor três cilindros 1.0 turbo e câmbio CVT de sete marchas simuladas, com 125 cv de potência e 200 Nm (20,4 kgfm) de torque.

Outra opção é o 1.3 turbo da Fiat Toro e dos Jeep Compass, Renegade e Commander. Ele vem atrelado a uma transmissão automática convencional de seis velocidades, com 185 cv e 270 Nm (27,5 kgfm) quando abastecido com etanol.

Há pouco turbo lag (o atraso antes de o turbocompressor pegar para valer), e o modelo ganha e retoma velocidade sem esforços graças à ótima relação peso-potência de 7 kg/cv e ao trabalho eficiente da transmissão.

Em grande parte do tempo, fica a sensação de sobrar motor neste Fiat Fastback!

A direção com assistência elétrica é rápida ao esterço e retorno, e as suspensões projetadas com novas molas e amortecedores transmitem confiança no contorno de curvas.

Além de boa estabilidade, garantem pouca rolagem da carroceria – mesmo com a altura do solo de 19,2 cm.

Já o diâmetro de giro de 10,7 m facilita a tarefa de manobrar em locais apertados, como nas vagas de prédios ou de shoppings.

Ao pressionar a tecla Sport no volante, que nesta configuração Abarth tem o símbolo do escorpião, as marchas são passadas em giros mais altos e a direção ganha peso, contribuindo na dirigibilidade.

Para conter os até 185 cv, os freios usam discos ventilados de 305 mm na dianteira e atrás tambores de 203 mm de diâmetro (podiam ser a disco também atrás, ficam devendo em eficiência).

PreviousNext

Assim como no Pulse, a cabine se diferencia dos modelos mais simples da marca pela adoção de painel digital, comandos de ar-condicionado e sistema multimídia superior. O acabamento é adequado, considerando o nível da concorrência. A posição de dirigir elevada é um dos destaques. Há um porta-copos do console central, no espaço liberado pelo freio de mão elétrico

Ainda falando em segurança, a partir da versão Audace Turbo 200 já estão disponíveis recursos de assistência avançada ao motorista (conhecidos pela sigla Adas).

Há frenagem automática de emergência, alerta de mudança de faixa e comutação dos faróis automática, assim como controles de tração e estabilidade.

PreviousNext

Quem viaja atrás não tem muito espaço devido ao entre-eixos limitado, mas o comprimento generoso e ajuda o Fastback a oferecer um bom porta-malas

Fiat Fastback
De perfil, as linhas de SUV-cupê ficam claras. As rodas grandes (18”) ajudam a disfarçar a sensação de excesso de lataria, mas o design ainda causa estranhamento

No fim, o Fiat Fastback tem o design “da moda” — questionável, que não agrada a todos, — e excelente conectividade, mas também algumas falhas construtivas e dinâmicas, resultado da plataforma derivada de modelos populares.

De qualquer modo, o Fiat Fastback tem atributos necessários para seduzir os brasileiros em busca de um SUV-cupê e com boa capacidade de carga, tanto para levar as compras quanto as bagagens da família.

Fiat Fastback Limited Edition Powered By Abarth

Preço básico R$ 149.990
Carro avaliado R$ 155.820

Motor: quatro cilindros em linha 1.3, 16V, comando de válvulas com variação na admissão, turbo, injeção direta, start-stop
Cilindrada: 1332 cm3
Combustível:flex
Potência: 180 cv (g) e 185 cv a 5.750 rpm (e)
Torque: 270 Nm a 1.750 rpm (g/e)
Câmbio: automático sequencial, seis marchas,
Direção:elétrica
Suspensões: MacPherson com braços oscilantes inferiores transversais e barra estabilizadora (d) e eixo de torção (t)
Freios: discos ventilados (d) e tambores (t)
Tração:dianteira
Dimensões: 4,427 m (c), 1,774 m (l), 1,545 m (a)
Entre-eixos: 2,533 m
Pneus: 215/45 R18
Porta-malas: 516 litros
Tanque: 47 litros
Peso: 1.304 kg
0-100 km/h: 8s4 (g) e 8s1 (e)
Velocidade máxima: 210 km/h (g/e)
Consumo cidade: 11,3 km/l (g) e 7,9 km/l (e)
Consumo estrada: 13,6 km/l (g) e 9,7 km/l (e)
Emissão de CO2: 109 g/km
Com etanol = 0 g/km
Consumo nota:B
Nota do Inmetro:C
Classificação na categoria: B (Utilitário Esportivo Grande)

Slots 777 Mapa do site