Fortune Gems

Antigamente, eu olhava com frieza para utilitários esportivos. Agora, talvez mais maduro, já os considero como uma futura compra – queria uma station, mas elas sumiram das marcas generalistas! Em meio às opções do mercado, o Fiat Fastback surfa na hype dos SUVs-cupês. Quando chegou, me deixou empolgado pelo estilo, que lembra o do BMW X4, e pelo porta-malas de 591 litros.

Mas o tempo passa, nós mudamos – para o bem ou para o mal –, e “moderei” a emoção que tinha pelo Fiat.

É verdade que a plataforma MLA assegura 2,3 cm a mais de comprimento que no Jeep Compass (4,404 m), o compartimento de bagagens é superior aos 562 litros do Kia Sportage e ele até oferece bom espaço para as pernas e joelhos dos ocupantes traseiros, mesmo com só 2,533 m de entre-eixos (ante 2,532 m do Fiat Pulse, que usa a mesma base).

Mas, ao usar o carro no cotidiano, algo me incomodou: não sou especialista em design, mas as proporções entre balanço, lataria, vidros e rodas na área traseira, em contraste com o pequeno entre-eixos, parecem errados.

Já o acabamento interno me agradou, da mesma forma que a posição de dirigir, a visibilidade traseira (não comprometida pelo desenho do vidro) e a ergonomia.

De série, ele tem entrada e partida sem chave, freio de estacionamento elétrico, auto-hold (mantém o carro parado sem pressionar o pedal do freio), carregador por indução com saída de ar para não esquentar o aparelho e central multimídia de 8,4” com Android Auto e Apple CarPlay sem fio, além de tomadas USB A e C.Mas não gastaria mais nos bancos em couro (R$ 2.490) e na tela de 10,1” (R$ 1.490), que levam o preço a R$ 139.460, na cor cinza Strato das fotos.

PreviousNext

A alavanca do câmbio CVT que simula marchas. Junto dele, os comandos do freio de mão e do auto-hold. Ao lado, detalhes da cabine (apertada para o porte do carro) e do enorme porta-malas

Ao volante, o motor de três cilindros é casado à transmissão continuamente variável (CVT) com sete marchas simuladas, e o acerto é arrebatador, com rápidas reações. Fiquei mais impressionado do que na versão T270.

É como sempre falo: os números não dizem tudo! Outros pontos positivos vão para a direção elétrica leve e para as suspensões, que filtram/absorvem muito bem as irregularidades do asfalto, conferindo um rodar bastante silencioso.

Já na segurança, nesta versão o Fasback tem frenagem autônoma de emergência, alerta de mudança involuntária de faixa, luz alta automática, controle de estabilidade, sistema TC+, assistente de partida em rampas, monitor de pressão dos pneus e quatro airbags. Apesar das minhas críticas, eu teria, sim, um Fastback Audace; racionalmente, é maior e mais barato, por exemplo, que um Volkswagen T-Cross Comfortline 200 TSI (a partir de R$ 152.990).

Rafael Poci Déa | Repórter

Fiat Fastback: contraponto

● Não sou fã de SUVs, exceto dos “raiz”, e menos ainda de SUV-cupês. No quesito design da moda, achei o Fastback abaixo da média. Como notou o Rafael, falta proporcionalidade.

Se o objetivo era oferecer o porta-malas de um bom e velho três-volumes com as linhas de cupê, e a pitada de SUV exigida pelo mercado, o “primo” Peugeot 408 (nesta edição), que já foi sedã, mandou melhor.

Me incomodou a marca repetir o erro que fez com o Linea – fazer uma “linguiça”, esticando um compacto (Argo agora/Punto antes) para virar médio.

Saindo de um Cruze, verdadeiro médio, achei a cabine do Fastback apertada – ainda mais considerando as dimensões externas. Nesse ponto, na cidade, a câmera de ré é excelente e ajuda, mas a posição de dirigir não é tão alta – e é inaceitável a ausência de ajuste de profundidade do volante.

É um dos pontos em que o Fastback, apesar da imagem de grande/premium se mostra barato – o que também aparece na falta refinamento no acerto mecânico, no acabamento pobre e na tampa do porta-malas pesada.

Por outro lado, as suspensões são ótimas na terra, dignas de um SUV 4×2, a combinação de CVT e turbo impressiona pelo desempenho e a central multimídia é ótima.

Flávio Silveira | Editor

COMPRE SE…

Você tem família ou leva muitas bagagens nas viagens de final de semana. O porta-malas de 591 litros é um ponto alto.
Quer entrar na onda dos SUVs-Cupês, porém, não quer ou pode desembolsar uma quantia alta por um modelo de marca premium.

NÃO COMPRE SE…
Costuma dar carona para pessoas altas. O entre-eixos de 2,533 m e o caimento abrupto do teto podem atrapalhar em longos trajetos.
Deseja mais itens de série, como cluster digital, couro, multimídia de 10,1” e rodas maiores. Neste caso, opte pelo Impetus (R$ 145.490).

Considere também esses concorrentes

Jeep Renegade Sport T270 (R$ 134.190)


É menor no comprimento e no porta-malas, mas o câmbio é “convencional” e o motor 1.3 turbo têm 185 cv e 270 Nm.

Nissan Kicks 1.6 Advance P. (R$ 131.990)


Tem motor 1.6 aspirado e câmbio CVT e entregar só 113 cv e 150 Nm, ao passo que o porta-malas é de bons 432 litros.

 

Fiat Fastback Audace Turbo 200 Flex AT

Preço inicial R$ 133.990
Carro avaliado R$ 139.460

Motor: três cilindros em linha 1.0, 12V, comando variável na admissão, turbo, injeção direta
Cilindrada: 999 cm3
Combustível:flex
Potência: 125 cv (g) e 130 cv (e) a 5.750 rpm
Torque: 200 Nm a 1.750 rpm (g/e)
Câmbio: CVT, sete marchas simuladas, trocas sequenciais
Direção:elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e eixo de torção (t)
Freios: discos ventilados (d) e tambores (t)
Tração: dianteira, sistema TC+
Dimensões: 4,427 m (c), 1,774 m (l), 1,545 m (a)
Entre-eixos: 2,533 m
Pneus: 205/50 R17
Porta-malas: 516 litros
Tanque: 47 litros
Peso: 1.253 kg
0-100 km/h: 9s5 (g) e 9s4 (e)
Velocidade máxima: 194 km/h (g) e 196 km/h (e)
Consumo na cidade: 11,9 km/l (g) e 8,4 km/l (e)
Consumo na estrada: 14,6 km/l (g) e 10,2 km/l (e)
Emissão de CO2:102g/km
Com etanol = 0 g/km
Consumo nota:b
Nota do Inmetro:B
Classificação na categoria: B (SUV Grande)

MAIS NA Fortune Gems:

+ SUVs mais vendidos: motivos pra comprar (e pra não comprar)
+ Teste em pista: Porsche 911 GT3 x Mercedes-AMG GT Black Series x Lamborghini Huracán STO
+ Veja quais são os hatches 0km mais vendidos no Brasil em 2023
+ GWM entrega os primeiros Haval H6 a compradores no Brasil
+ Ram bate recorde de vendas no Brasil durante o mês de março
+ Avaliação: Volkswagen Virtus 2023 tem missão dupla
+ CNH: grupo de motoristas tem até abril para renovar
+ Veja qual é o significado dos códigos de erro nos painéis dos Chevrolet
+ Comparativo – desafio aos mais vendidos – SUVs médios: Chevrolet Equinox vs. Jeep Compass
+ Comparativo – desafio aos mais vendidos: Honda City Sedan vs. Chevrolet Onix Plus
+ Comparativo – desafio aos mais vendidos: Honda HR-V vs. Volkswagen T-Cross
+ Comparativo – desafio aos mais vendidos: Peugeot 208 vs. Hyundai HB20
+ Comparativo de Carros Elétricos: Peugeot e-208 GT vs. Mini Cooper SE vs. Fiat 500e vs. Renault Zoe
+ Confira o valor do seguro dos carros 0km mais vendidos em 2023

Fortune Gems Mapa do site