Golden Joker

Acredite: nos Estados Unidos, o Chevrolet Equinox é considerado um utilitário esportivo compacto (small). É para esse mercado, onde tamanho é prioridade, que o modelo foi pensado. Mas chega aqui como um médio-grande – e tem uma posição muito confortável no mercado, pois, beneficiado pelo acordo entre Brasil e México, onde é fabricado, ele fica isento dos 35% do Imposto de Importação. O visual, no entanto, já estava meio cansado, então acaba de ganhar retoques, além de algumas novidades na cabine, para não perder a competitividade.

Faróis, grade, para-choques, rodas e lanternas estão alinhados com o design dos modelos novos. Já na cabine, mudam detalhes dos revestimentos de bancos, console e computador de bordo, e somam-se recursos como Android Auto e Apple CarPlay sem fio e wi-fi nativo – com um ano grátis no Chevrolet Equinox Premier (outra novidade é a versão RS, com mesmo motor e visual esportivo).

Mas voltemos ao custo-benefício. Em preço, o Chevrolet Equinox fica entre as versões mais caras do Jeep Compass flex com 185 cv e tração 4×2 e custa quase o mesmo que o Toyota Corolla Cross topo de linha, com mecânica híbrida, mas só 123 cv. Como este último, o Equinox seria um típico “SUV de shopping”, com apenas 16 cm de vão livre do solo, não fosse a bela vantagem da tração 4×4 acionada por botão – que nos ajudou bastante tanto em estradas e ladeiras com pedriscos quanto na lama.

PreviousNext

No alto, a cabine da versão RS: como o Premier agora também tem couro preto, a diferença está nas costuras vermelhas. Ao lado, o carregador sem fio, os comandos de memórias do banco e abertura da tampa do porta-malas motorizada e o ótimo som Bose

Mas a maior vantagem do Chevrolet Equinox está no tamanho: o porte é similar ao dos bem mais caros japoneses Honda CR-V (4,59 m, 190 cv, temporariamente fora do mercado, mas custava R$ 270.000) e Toyota RAV4 (4,60 m, R$ 314.890, mas com 222 cv e híbrido).

Já em relação ao nacional e bem mais competitivo Jeep Commander Limited(4,77 m, R$ 223.690, 185 cv) o Equinox perde em equipamentos e tamanho e não tem sete lugares, mas ganha na dirigibilidade e na mecânica: seu 1.5 com turbo de geometria variável, de modo geral, se mostra bem mais disposto que o 1.3 do Jeep. Com 172 cv e 273 Nm, o Chevrolet acelera de 0-100 km/h em bons 9,2 segundos e é relativamente econômico, fazendo 12 a 12,5 km/l na estrada a 120 km/h.

Outras qualidades aparecem na lista de equipamentos de segurança, que inclui alerta de ponto cego e frenagem automática de emergência, no assoalho plano, no porta-malas grande dividido por uma tampa removível, que deixa um prático compartimento “secreto” e no acabamento com materiais macios onde o corpo encosta (mas rígidos nas portas e no alto do painel). O conforto também se destaca pelas suspensões macias, tipicamente americanas, pelo baixo nível de ruído na cabine e por itens como ajuste elétrico dos bancos.

Chevrolet Equinox Premier 1.5

Preço básico R$ 204.990
Carro avaliado R$ 204.990

Motor: quatro cilindros em linha 1.5, 16V, duplo comando variável, injeção direta, turbo com geometria variável
Cilindrada: 1498 cm3
Combustível:gasolina
Potência: 172 cv a 5.600 rpm
Torque: 273 Nm de 2.000 a 4.000 rpm
Câmbio: automático sequencial, seis marchas
Direção:elétrica
Suspensões: MacPherson (d) e four-link (t)
Freios: disco ventilado (d) e disco (t)
Tração: dianteira ou integral AWD (acionamento por botão)
Dimensões: 4,652 m (c), 1,843 m (l), 1,697 m (a)
Entre-eixos: 2,725 m
Pneus: 235/50 R19
Porta-malas: 547 litros (468+79 sob a tampa divisória) / 670 até o teto / máximo de 1.627 litros
Tanque: 56,3 litros
Peso: 1.673 kg
0-100 km/h:9s2
Velocidade máxima:n/d
Consumo cidade: 9,3 km/l
Consumo estrada: 11,5 km/l
Emissão de co2: 139 g/km
Nota do Inmetro:C
Classificação na categoria: C (Extra Grande)

Golden Joker Mapa do site